sábado, 30 de junho de 2012

Gabarito - Lista Cespe - Acentuação Gráfica


Exercícios com Respostas Comentadas - Acentuação Gráfica - 

Segue abaixo gabarito comentado da lista de exercícios sobre acentuação gráfica. Colabore com sugestões, críticas e elogios

1 - IPAD - 2009 - Técnico de Contabilidade
Todas as palavras são acentuadas graficamente pelo mesmo motivo em:
a) água, município, edifício, Guaíra
b) estádios, superfície, Baía, média
c) Paraná, será, vulcânica
d) cúbicos, espetáculo, energético
e) insuperável, quilômetro, três

Resposta: D


 a)ERRADO - “água, “município” e “edifício” de fato recebem acento pela mesma regra: acentua-se toda paroxítona terminada em ditongo, mas Guaíra recebe acento pela regra do hiato: acentua-se a segunda vogal tônica de um hiato tônico, quando o “I” ou o “U” estiverem sozinhos ou acompanhados de “-s” (na divisão silábica) e não seguidos de “-nh”.


b)ERRADO -  “estádios”, “superfície” e “média” são acentuadas por serem paroxítonas terminadas em ditongo, mas “Baía” está acentuada pela regra do hiato, descrita no comentário da questão anterior.


c)ERRADO - “Paraná” e “será” estão acentuadas pela regra das oxítonas: acentuam-se as oxítonas terminadas em “a” “e” e “o” seguidos ou não de “-s”, mas “vulcânica” é acentuada pela regra das proparoxítonas: todas as proparoxítonas são acentuadas.
d)CORRETO: Muito fácil! “cúbicos”, “espetáculo” e “energético” são acentuadas pelo mesmo motivo: são todas palavras proparoxítonas, e toda proparoxítona é acentuada.


e)ERRADO – A mais errada de todas! Cada uma das palavras são acentuadas por motivos diferentes: “insuperável” é acentuada por ser paroxítona terminada em “l”, “quilômetro” é acentuado por ser proparoxítona, e “três” é acentuado por ser monossilabo tônico terminado em “e” (seguido ou não de “-s”)

2 - 2011 - Advocacia
( )Levando-se em consideração o que está previsto na ortografia oficial vigente, é correto afirmar que: o vocábulo “têxtil”, que segue o padrão de flexão do vocábulo pênsil, é acentuado também na forma plural; “obsolescência” é vocábulo que segue o padrão do vocábulo ciência, no que se refere ao emprego de sinal de acentuação; a acentuação gráfica do vocábulo “déspotas” também é empregada quando o vocábulo é grafado na forma singular.

Resposta: CORRETO. Essa questão exige atenção por parte do candidato, temos três afirmações que devem ser analisadas:


1º afirmação: “o vacábulo “têxtil” segue o padrão de flexão do vocábulo pênsil e é acentuado também na forma plural”. Sim,  é isso mesmo: a forma plural de “têxtil” é “têxteis”, assim como o plural de “pênsil” é “pênseis” e ambas as palavras recebem acento gráfico no plural, já que são paroxítonas terminadas em ditongo (seguido ou não de “-s”). É candidato, a grande dificuldade desta questão está em conhecer a palavra pênsil, eu mesmo a havia errado por achar que não existiria a forma "pênseis"


2º afirmação:“obsolescência” é vocábulo que segue o padrão do vocábulo ciência, no que se refere ao emprego de sinal de acentuação;. Também está correto, ambas são acentuadas pelo mesmo motivo: paroxítonas (com a sílaba tônica na penúltima sílaba) terminadas em ditongo.


3º afirmação: a acentuação gráfica do vocábulo “déspotas” também é empregada quando o vocábulo é grafado na forma singular." Novamente correto, o singular de "déspotas" é "déspota" e ambas são acentuadas pelo mesmo motivo: todas as proparoxítonas são acentuadas

3 - 2006 - TJ-SE - Titular de Serviços de Notas e de Registros
( ) Os seguintes vocábulos do texto são acentuados devido à mesma regra: “Imobiliário”, “Colégio”, “seminários”, “notários” e “área”.

Resposta: CORRETO.  Imobiliário”, “Colégio”, “seminários”, “notários” e “área” são acentuadas  por serem paroxítonas terminadas em ditongo (seguido ou não de -”s”)                                      

4 - 2011 - FUB - Cargos de Nível Médio
“Para se ter uma ideia, apenas os alunos de ótimo boletim têm direito à inscrição e, ainda sim, 85% deles ficam de fora.”
Em razão do contexto, o acento gráfico empregado na forma verbal “têm” é obrigatório

Resposta: CORRETO: Questão importante! O estudante deve ter em mente que os verbos “ter” e “vir”, quando conjugados na terceira pessoa do singular e do plural (do presente do indicativo) possuem exatamente o mesmo som: “ele tem/vem” é pronunciado exatamente do mesmo modo que “eles têm/vêm”. O acento gráfico nesse caso não indica a sílaba tônica da palavra, mas serve para diferenciá-la do singular. O acento nesse caso é diferencial e serve para indicar que o verbo está na 3º pessoal do plural, concordando com algum sujeito também na terceira pessoa do plural.


Vamos ao comentário da questão:


Na oração “[…] os alunos de ótimo boletim têm direito à inscrição […]” o sujeito é “os alunos de ótimo boletim” (para descobrir o sujeito, basta perguntar: quem tem direito à inscrição? Resposta: “os alunos de ótimo boletim”, logo esse é o sujeito). Bom, esse sujeito está na 3º pessoa do plural (do presente do indicativo), sendo assim, o verbo deverá concordar com ele, indo para a 3º pessoa do plural, e a forma de avisar que o verbo ter está na 3º pessoa do plural (do presento do indicativo) é colocando um acento gráfico (^) sobre ele!


5 - 2010 - TRT - 21ª Região (RN) - Técnico Judiciário
( ) O emprego do acento gráfico em “primórdios” e “existência” atende à mesma regra de acentuação gráfica


Resposta: CORRETO. As duas palavras são acentuadas por serem paroxítonas terminadas em ditongo (seguido ou não de -s)


6 -2011 - TJ-ES - Cargos de Nível Superior
( ) Os vocábulos “países” e “áreas” são acentuados de acordo com a mesma regra de acentuação gráfica.


Resposta: ERRADO. A palavra “países” é acentuada pela regra do hiato: "acentua-se a segunda vogal tônica de um hiato tônico quando, na divisão silábica, o “i” ou “u” estiverem sozinhos ou acompanhados de –s e não seguidos de “–nh” . Já a palavra “áreas” é acentuada por ser uma paroxítona terminada em ditongo (seguido ou não de –s).

7 - 2011 - TRE-ES – Técnico
( ) As palavras “catástrofe” e “climática” recebem acento gráfico com base em justificativas gramaticais diferentes.

Resposta: ERRADO. Ambas são proparoxítonas, e toda proparoxítona é acentuada, logo as duas palavras são acentuadas pelas mesmas justificativas gramaticais.


8 - 2011 - TRE-ES – Técnico
( ) Em “contribuíram”, o emprego do acento gráfico justifica-se pela presença de ditongo em sílaba tônica

Resposta: ERRADO. Separamos as sílabas da palavra “contribuíram” da seguinte forma: Con-tri-bu-í-ram. Como vemos, temos um hiato e não um ditongo, e é pela regra do hiato (vista no comentário da questão 6) que essa palavra é acentuada.


9 - 2008 - PM-AC - Soldado da Polícia Militar
( ) Nas palavras “país”, “político”, “preferência”, “perpétua” e “páginas”, o acento é decisivo para a determinação do sentido dos vocábulos, uma vez que, sem acento, tais palavras, mesmo estando escritas de acordo com a norma culta, teriam outro significado.

Resposta ERRADO: Questão interessante, exige muita atenção!


                  A questão se refere ao valor distintivo (fonológico) do acento tônico. Se compararmos os pares “país” (território de um povo soberano) e “pais”(progenitores) vemos que a única diferença fonética entre eles é a tonicidade: Em “país”, com acento gráfico, temos uma palavra oxítona (a sílaba tônica é a última). Se retirarmos o acento gráfico, a palavra será lida como paroxítona (quando a sílaba tônica é a penúltima) e mudará completamente de sentido.
           
          Com o par “político” (com acento) e “politico”( sem acento)  ocorre caso semelhante. Com acento, “político” é uma proparoxítona, significa aquele que faz política, ou aquilo que trata de politica. “Politico” sem acento é uma paroxítona e significa que o verbo “politicar” está conjugado na 1ª pessoa do singular do presente do indicativo (eu politico)
            
               O acento gráfico também diferencia o adjetivo “perpétua” do verbo perpetuar na terceira pessoa do singular: “perpetua”  como em “ele perpetua o preconceito”.
          
            O acentro gráfico também diferencia o substantivo “página” do verbo “paginar” na 2º pessoa do singular do pres. do. Ind. como em “tu paginas o livro?’
         
            O mesmo não ocorre no caso de “preferência”. Não existe, segundo o vocabulário ortográfico da língua portuguesa, o verbo “preferenciar”, e, portanto, também não existe algo como “Ele preferencia maçã”. Daí é fácil a conclusão de que “preferencia”, sem acento, não está de acordo com a norma culta, o que torna o incorreto.

10 - 2006 - DATAPREV - Analista de Tecnologia da Informação
( ) As palavras “conteúdos” e “inúteis” são acentuadas com base na mesma regra de acentuação gráfica.


Resposta: ERRADO: A palavra “conteúdos” é acentuada pela regra do hiato (já vista no comentário do item b) da questão 1 e na questão 6), enquanto “inúteis” é acentuada por ser paroxítona terminada em ditongo (seguido ou não de –s).


11 - CESPE - 2008 - Instituto Rio Branco – Diplomata
( ) As palavras “líderes”, “empréstimo”, “Econômico” e “públicas” recebem acento gráfico com base na mesma justificativa gramatical.


Resposta:CORRETO: A quatro palavras são proparoxítonas e todas as proparoxítonas são acentuadas!


12 - 2010 - TRT - 21ª Região (RN) - Analista Judiciário
( ) O emprego de acento gráfico no vocábulo “barbárie” deve-se à mesma regra que se observa no emprego de acento em “caleidoscópio”



Resposta:CORRETO: Ambas são paroxítonas terminadas em ditongo (seguido ou não de –s) e por esse motivo são acentuadas.




13 - 2011 - PC-ES - Perito Criminal
“[...] a sensação de medo e insegurança tem sido experimentada como grave problema público [...]”

“[...] nesse cenário caótico [...]

( ) Os vocábulos “público” e “caótico” que foram empregados no texto como adjetivos, obedecem à mesma regra de acentuação gráfica.


Resposta1:CORRETO: As palavras público e “caótico” determinam, o sentido dos substantivos “problema” e “cenário”, respectivamente, logo, são adjetivos. E ambas são acentuadas pelo fato de serem proparoxítonas. No caso de ca-ó-ti-co, não há que se pensar na regra do hiato, já que ela só vale para o “i” ou o “u”.  


14 - 2011 - PC-ES - Escrivão de Polícia
( ) Os vocábulos "espécies", "difíceis" e "históricas" são acentuados de acordo com a mesma regra de acentuação gráfica.




Resposta:ERRADO: as palavras “espécies” e difíceis” são acentudas por serem paroxítonas terminadas em ditongo, enquanto “históricas” é acentuada por ser proparoxítona.





15 - 2010 - Caixa - Técnico Bancário
( ) O acento que distingue a forma verbal 'é' da conjunção 'e' estabelece diferença morfológica, gráfica e fonética, tal como ocorre com pôr e por.


Resposta: ERRADO: Questão muito interessante. Vamos por partes: 1º”O acento que distingue a forma verbal 'é' da conjunção 'e' estabelece diferença morfológica, gráfica e fonética.”  Até aí, absolutamente correto, o acento gráfico marca na escrita que o timbre da vogal “e” é aberto e isse timbre aberto aliado a um contexto adequado que nos dizem que se trata do verbo ser. Repare que você sempre fala o verbo (é) em "ele é", com "e" aberto, enquanto o "e" de conjunção “e” em "Pedro e Maria” muitas vezes soa como “i”
2º parte: tal como ocorre com pôr e por. Nesse momento o item torna-se falso, não há nenhuma diferença fonológica entre “por” e “pôr”, apenas diferença gráfica e morfológica.

2 comentários: